Palmito de Bananeira

Artigo interessante sobre o palmito da bananeira, uma fruta altamente consumida e plantada no Brasil. Vale a leitura, até porque é pequena e rápida.

No Brasil seu uso é quase inexistente, apesar da banana ser cultivada amplamente de norte a sul do país.

Texto original de Receita de Palmito da Bananeira

O palmito da Bananeira popularmente consumido na Ásia, é uma ótima fonte de fibras, potássio e B6. Em seu uso medicinal, serve para prevenir o acumulo de oxalato que gera as pedras no rim. É comumente usado como remédio para gastrites e úlceras, e para reduzir açucares no sangue. No Brasil seu uso é quase inexistente, apesar da banana ser cultivada amplamente de norte a sul do país.

Para o preparo é preciso alguns cuidados. Para começar a escolha do pé de banana é importante. O palmito deve ser extraído após a retirada do cacho de banana, pois o palmito só de forma depois da formação do cacho. Este também é o momento que o pé de banana deve ser cortado para dar espaço aos pequenos pés de banana que crescem ao lado do pé já formado.

O palmito da bananeira é a parte mais central do pé. Corte a parte superior e inferior do tronco(pseudo tronco já que o tronco real está abaixo da terra) deixando somente o meio. Ai comece a retirar as camadas de fibras. Quando não houverem mais camadas a serem retiradas e sobrar somente um ultimo tolete de palmito, você terá chego ao objetivo. Corte-o em pedaços menores e jogue-o rapidamente em uma solução de agua com sal e limão. Este processo é muito importante para retirar o amargor do palmito e evitar que ele escureça. Ele precisa ficar nesta salmora por pelo menos 8 horas para ser utilizado. Depois deve ser mantido em solução de salmora para conserva e não escurecer, ou congelado. Quando congelado adquiri outra textura, quase como a de uma carne de frango.

Texto original de Receita de Palmito da Bananeira

Outro post interessante sobre o Palmito da Bananeira pode ser encontrado em: http://milreceitas.blogspot.com.br/2016/10/palmito-de-bananeira.html

Corte os palmitos em rodelas grossas conservando sempre em água e limão para não escurecer. Ao cortar em rodelas o palmito vai soltando a nódoa da bananeira formando uma espécie de fiapos. Retire todos os fiapos das rodelas antes de ferver.
Ferva por 3 vezes para tirar o gosto amargo. Usar duas colheres de (sopa) de vinagre a cada litro de água nas 2 primeiras fervuras. A cada troca de água ferver por 5 minutos.

Conservar em água de vinagre ou limão na geladeira.

Anúncios

Suco de Casca de Melão

Bom dia meus amigos.

Faz algum tempo que não escrevo por aqui.

Hoje de manhã, enquanto cortava e limpava um melão para minha esposa levar para o trabalho, percebi o desperdício com toda a casca que sobrou. Decidi fazer uma rápida pesquisa no Google e encontrei várias receitas para reaproveitar a casca do melão.

Uma das que eu mais gostei foi do suco.

Lógico que usei as receitas encontradas como um ponto de partida para desenvolver a minha própria.

Suco de Melao 2

 

Ingredientes:

Casca de 1 melão maduro.

Água, o quanto bastante (por volta de 1l.).

Gengibre, um pedaço pequeno, pois era o que eu tinha.

Açúcar, o quanto bastante.

 

Como fazer:

Após lavar a casca e cortar a poupa, cortei a casca em pedaços menores, descasquei o gengibre e foi tudo para o liquidificador, bati por 1 ou 2 minutos, até que não pudesse mais ver pedaços girando no liquido.

Usei um coador grande, porém com a malha fina, para coar o conteúdo do liquidificador.

Completei a jarra com mais água e botei o açúcar somente no final.

Está pronto, agora só precisa beber!

 

O suco fica bem gostoso, mais parecido com um refresco do que um suco, mas muito bom!

Se você tem mais alguma ideia para reaproveitarmos as cascas, por favor, deixe um comentário.

 

Grande abraço!

Galeria

O mundo pelos meus olhos

Essas fotos foram feitas usando exclusivamente o meu telefone porém, com um olhar especial.

 

Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida.

– Platão

O Melhor Bolo de Chocolate Vegan

Como o título diz, O Melhor Bolo de Chocolate Vegan, não podia ser mais fácil também.

Descobri essa receita a alguns anos, mas só hoje reparei que nunca tinha compartilhado. Sempre que preparo esse bolo, a patroa adora!

Se você quiser a receita original em inglês, clique aqui – VegWeb

Ingredientes:

– 6 col. sopa de chocolate (ou Nescau)
– 3 xic. de farinha de trigo
– 2 xic. de açúcar (cuidado pois Nescau já tem açúcar)
– 2 col. chá de fermento
– 2 col. chá de sal
– 2 col. sopa de vinagre (pode parecer estranho, mas mete bronca)
– 1/3 xic. de óleo (cortei pela metade a quantidade original)
– 2 col chá de baunilha (com canela em pó fica muito bom)
– 2 xic. de água

Como fazer:

Comece pré aquecendo o forno a 180º C.

Sigo a ordem dos ingredientes, primeiro os secos, depois os molhados, misture tudo em um pote grande. Gosto de provar a massa quando está tudo misturado, essa é a hora para corrigir qualquer coisa, um pouco mais de sal? Um pouco mais de açúcar?

Prepare um tabuleiro ou forma, untando com um pouco de óleo e espalhando um pouquinho de farinha, vire a massa (que vai parecer líquida demais) no tabuleiro e coloque no forno pré aquecido por uns 30 ou 40 minutos. Ao invés de ir por tempo, eu aprendi que em breve o bolo começa a cheirar como biscoito, essa é a hora que eu espeto com um palitinho para ver se está pronto.

Observações:

Se você usar Nescau, cuidado pois já tem açúcar. Quando uso, eu diminuo a quantidade de açúcar para 1 xic. e 1/2 e provo a massa antes de ir para o forno, se for preciso, adicione mais um pouco de açúcar e misture novamente.

A receita original pede por 2/3 xic. de óleo, eu cortei pela metade, ou seja 1/3 xic. de óleo.

A baunilha pode ser substituída por canela em pó ou até menta.

Algumas vezes eu preparei uma calda de chocolate simples, a receita não é exata, é mais ou menos 1 xic. de leite de soja, 3 ou 4 col. sopa de Nescau e 1 col de sopa de farinha de trigo, mexer até dar o ponto desejado e virar no bolo.

Esse bolo pode ser feito em qualquer tipo de forma, mas sempre faço em um tabuleiro, porque é o que eu tenho.

Pode ser recheado ou ainda usar a calda que você quiser.

A foto do bolo foi usada descaradamente e sem permissão, mas foi encontrada em http://pixelatedcrumb.com/2011/09/26/the-easiest-chocolate-cake-recipe-in-the-world/ é uma receita parecida e deve ser muito gostosa também. Assim que puder, substituo por fotos minhas.

 

A receita original encontra-se em: http://www.vegweb.com/recipes/best-vegan-chocolate-cake-ever

Vídeo

How it’s Made – Como é feito

Não sou de ficar horas na frente da TV, tirando alguns programas interessantes que sempre vão ao ar nas piores horas, por sorte, as vezes consigo ver alguns desses programas. O programa How it’s Made (O Segredo das Coisas) é um desses que sempre me interesso. O programa foi criado por Gabriel Hoss, produzido no Canadá e transmitido pelo Discovery Channel.

A pouco descobri no YouTube um programa da temporada 21, que foi ao ar em 2013, sendo mais exato, o episódio 262. Um dos quadros do programa mostra como as câmaras de ar são feitas.

Se você anda de bicicleta, moto, praticamente qualquer outro veículo, você já usou uma dessas. Esse programa é curioso justamente por explicar como coisas que usamos diariamente são feitas, mas são as coisas que não pensamos e nem se quer damos muita atenção até falhar quando precisamos.

Vejam abaixo o episódio 262 do How it’s Made, o segmento da câmara de ar:

 

O Segredo das Coisas – Página na Wikipedia

How it’s Made no YouTube

Vídeo

Adam Purple e o Jardim do Éden

Um filme de Harvey Wang e Amy Brost

 

Em 1975, Adam Purple criou uma horta em uma área perigosa de Nova York. Em 1986, o Jardim do Éden já era mundialmente famoso e já havia crescido para mais de 4.500 metros quadrados.

Para Adam, um ativista social, filósofo, artista e revolucionário, o Jardim era uma forma de expressão política e artística.

O Jardim foi destruído pela prefeitura em 1986, após uma briga jurídica. Esse filme documenta a criação desse trabalho artístico e sua destruição.

Adam Purple cultivando sua horta. – Foto: Stephen Barker

 

Site de Harvey Wang

Blog – Harvey Wang

Adam Purple – Wikipedia